A companhia

A Cia. Cênica Espiral começou a ser idealizada em 2007 por Juliano Valffi e Alex de Souza, com o intuito de colocar em prática por meio de espetáculos suas inquietações, experimentações e estudos em Teatro de Animação. O primeiro trabalho iniciado naquele ano, com direção de Juliano Valffi e atuação de Alex de Souza, chama-se “Palestra de Hoje: Os Males do Tabaco”.

No início de 2008, as atrizes Elisza Peressoni Ribeiro, Jaqueline Cisne e Rhaisa Muniz são convidadas para a montagem do espetáculo “Só Serei Flor Quando Tu Flores”, sob direção geral de Alex de Souza, assistência de direção de Caroline Holanda e cenografia e boneco de Juliano Valffi. Neste mesmo ano, no dia 13 de fevereiro a companhia é fundada oficialmente, seus membros fundadores são: Alex de Souza, Caroline Holanda, Elisza Peressoni, Jaqueline Cisne, Juliano Valffi e Rhaisa Muniz. Seguindo as espirais da vida, cada integrante segue por caminhos que nem sempre seguem um mesmo traçado e atualmente a Cia. Cênica Espiral é representada por Alex de Souza e Juliano Valffi.

Os integrantes da companhia contam com uma formação diversificada que inclui Graduação em Artes Cênicas, Mestrado em Teatro e formação Técnica em Eletrônica; além das formações acadêmicas, os integrantes possuem formações complementares através de cursos e oficinas (nacionais e internacionais) de Teatro de Animação, Palhaçaria, Direção e Atuação, Contação de Histórias, Cenografia, Iluminação, Dança e Música. A multiplicidade de experiências reunidas entre os integrantes da companhia é o motor que impulsiona a Espiral a girar sempre a um nível além da volta anterior, buscando o desenvolvimento constante de sua própria arte.